Não é preciso muito: você anda pela orla do Rio de Janeiro e vê surfistas de todas as idades carregando suas pranchas e surfando as ondas que temos por aqui. Demorou algumas décadas, mas depois do ano passado, finalmente o Brasil ganhou o merecido reconhecimento de “O país do surfe”. Gabriel Medina chegou com tudo e, pela primeiríssima vez, trouxe o troféu de campeão mundial de surfe para casa. Os amantes do surfe piraram. Os admiradores passaram a acompanhar mais. Quem nunca soube muito bem sobre surfe sentia que deveria torcer e vibrar junto. Como nunca, o acesso pelo site que transmite o campeonato explodiu e algo inédito aconteceu: bares cariocas transmitiam ao vivo a final do campeonato!

A temporada de 2015 começou e os brasileiros não diminuíram o ritmo. Pra quem não entende muito bem, o campeonato dura o ano todo e a cada mês os competidores viajam para um paraíso do mundo para darem show nas ondas e tentarem conquistar o título. Ao todo, são 11 etapas e em cada uma delas, os surfistas ganham uma pontuação específica que varia dependendo da colocação. Em dezembro, no Havaí, fica então definido o grande campeão mundial.

Etapa brasileira do mundial de surfe rola no Rio!

A parte mais incrível disso tudo é que a Cidade Maravilhosa é a única brasileira do calendário a receber os 34 melhores surfistas do mundo! Ô sorte! E esse show vai rolar em breve: do dia 11 ao dia 22 fica aberta a janela para rolar a competição, na Praia da Barra! No ano passado, o francês Michel Bourez levou o título aqui no Rio, só que tem poucos dias que ele machucou sério a mão no Tahiti e não vai vir competir. Já os brasileiros começaram a temporada de 2015 com força total: das três primeiras etapas que já rolaram na Austrália, duas foram levadas pelos nossos conterrâneos Adriano de Souza e Filipe Toledo. Além dos dois e de Medina, há mais cinco brasileiros vindo competir: Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Jadson André, Alejo Muniz e Italo Ferreira. Vale ficar atento nesses nomes para torcer! Isso sem falar naqueles grandes surfistas que fazem sucesso dentro e fora da água, como Kelly Slater e Mick Fanning.

Etapa brasileira do mundial de surfe rola no Rio!

Esse é o 25o ano seguido que o campeonato rola em solos cariocas e a promessa é que por conta das vitórias recentes, o público compareça em peso para assistir os profissionais dando show! O palco principal ficará montado em frente às ondas do Postinho, próximo da barraca do Pepê, e uma estrutura alternativa vai ficar perto do Posto 6 da Barra para garantir que as melhores ondas sejam surfadas. Uma dica do CariocaDNA pra quem quiser ir conferir de perto: o primeiro dia de campeonato é sempre o que todos os surfistas caem na água na rodada de apresentação!

Etapa brasileira do mundial de surfe rola no Rio!

Bora lotar as areias para torcer e mostrar que o Brasil é, sim senhor, o país do surfe!

Fotos: Kirstin Scholtz /Divulgação WSL

O seu endereço de e-mail não será publicado.