Trabalho bom é aquele que arranca sorrisos naturalmente e que faz a alma dançar de tanto carinho. Lucas sentia isso. E, meio que instintivamente, não pensou duas vezes até largar o terno, a gravata e todos os seus trabalhos (ele é formado em direito ambiental e em auditorias de meio ambiente) para se juntar ao Juçaí, empresa que nasceu de uma sacada do George, um de seus sócios (eles são 5 no total), e hoje permite que o carioca trabalhe vendendo um produto saudável e, ao mesmo tempo, defendendo o meio ambiente. Dá para dizer que jubaí é uma espécie do nosso conhecido açaí, só que em vez de ser proveniente do açaizeiro, ele é a fruta da Juçara.

 

jucai2

 

Tudo começou quando George, que possui uma área de preservação ambiental na APA da Serrinha do Alambari, aqui no Rio, percebeu que a propriedade era tomada de palmeiras Juçara e que os animais da mata atlântica se alimentavam dos frutos da árvore. Era 2007. De lá pra cá, ele começou a realizar estudos nas principais universidades do Rio e, junto com a EMPRAPA, concluíram que o fruto da Juçara, da Mata Atlântica, é parecido com o do açaí, proveniente da Região Amazônica. Mais que isso: o gosto do Juçara é mais suave e seu conteúdo nutricional é mais rico: em comparação com o açaí, ele tem 70% mais ferro, 63% mais potássio, provitamina A e antioxidante antocianina.

 

jucai1

 

Além disso tudo, os benefícios são os mais variados e entre eles podemos citar a suplementação energética e calórica, o aprimoramento da memória, a redução do risco de doenças coronárias e a prevenção da hipoglicemia. Tá entendendo o porquê de Lucas ficar tão amarrado no seu trabalho?

 

jucai4

 

E tudo isso com a consciência tranquila. Como ele mesmo conta: “Nosso Juçaí é colhido diretamente de áreas preservadas da Mata Atlântica, através de um manejo sustentável e orgânico, que visa a conservação e a propagação da espécie”. Depois de perceberem que os palmitais Juçara vêm sendo devastados desde o século XX, eles criaram o Projeto Amável, em que possibilitam a sustentabilidade de comunidades em áreas de Mata Atlântica, por meio da extração do fruto sem a derrubada da árvore Juçara. “Geramos renda com a árvore em pé”, conta Lucas. Ele continua: “A poucos quilômetros daqui, há uma plantação de banana orgânica, na região de Visconde de Mauá, e as usamos no nosso Juçaí, o que gera uma frescura sem igual ao nosso pote com mix de juçara e banana”.

Deu água na boca também? Ele pode ser encontrado em forma de suco no Jaeé, no Leblon, ou nos potinhos preparados vendidos no Vale das Palmeiras, também no Leblon. Tem também entrega em domicílio pelo site (recém saído do forno), com prazo de no máximo 24 horas pra chegar até você. Para George, Lucas e todos nós ficarmos com o sorriso no rosto!

 

 

O seu endereço de e-mail não será publicado.