É Carnaval e o Rio de Janeiro ferve, na temperatura – OK, baixou um pouco – e nas ruas, onde desfilam, oficialmente, 465 blocos, espalhados por toda a cidade.

Para pular e cantar, basta querer, mas a imaginação e a capacidade de improviso do carioca vão além dos óbvios piratas e havaianas e, com dois metros de tecido de bolas, ele faz logo a fantasia para toda uma galera.

No verão do “surreal”, dos preços astronômicos, muita gente economiza na cerveja, mas os ambulantes acompanham a turma, o que significa montes de lixo depois da passagem dos foliões.

As fotos foram tiradas no domingo e na segunda-feira na Rua Dias Ferreira, no Leblon, ponto de comércio e de badalação, onde muitos resolveram não abrir suas lojas e restaurantes.

Os moradores se ressentem do barulho, mas acabam não resistindo e se juntam aos animados componentes dos blocos, gente de toda idade que só quer se divertir e cantar.

Diga espelho meu. Se há na avenida alguém mais feliz que eu. Diga espelho meu…

bolinhas 2

Rua Dias Ferreira no Leblon.

Rua Dias Ferreira no Leblon.

Fotos e Post Marilena Moraes ([email protected])

 

O seu endereço de e-mail não será publicado.