Crescer não necessariamente significa aumentar de tamanho. Crescer pode ser pra dentro, pode ser sinônimo de fortalecer valores, de dar massa pra sonhos, de manter a essência firme. Pois bem. O Cluster, evento que há dois anos e meio vem rolando bimestralmente em um casarão em Botafogo chegou num momento de crescer mudando a direção da coisa. “O evento cresceu muito e estávamos perdendo um pouco da nossa essência”, Carol Herszenhut, idealizadora dele, conta. Resolveram isso de um jeito mágico: a próxima edição, que vai rolar nos dias 27 e 28 de junho, vai ser em um casarão no meio da floresta com quase metade do número de marcas de antigamente. “A escolha por esse lugar foi feita para que pudéssemos retroceder”, ela explica, “Queremos que o público tenha mais experiência e interação, uma imersão nesse mundo criativo”.

Andrei Yurevitch - {Mini} O Cluster na Floresta

Em vez de 50, serão 26 as marcas participantes. Vinte delas de moda e design, seis de gastronomia, além dos artistas Chloé Le Prunennec, Marcel Serrano, Marcelo Eco e mais sete dj’s. Tudo isso para voltar às origens e proporcionar aquela experiência boa que eles sempre pregaram de ter acesso à produtos exclusivos, tomar um café, uma cerveja ou um vinho, bater um papo com o expositor, saber da onde vem o material, as ideias e tudo mais. Consumo consciente é isso. “A gente sempre quis criar uma plataforma de interação, experiência, qualidade, troca e vivência”, Carol conta. E é isso que estão fazendo.

Andrei Yurevitch - {Mini} O Cluster na Floresta

Carol conta que idealizou o evento, mas que “O mérito dele ser um evento longevo, comparado aos fugazes tempos atuais, que está sempre se reinventando, não é somente meu”. Junto dela, uma equipe de peso vem somando e agregando conteúdo e valor a essa ideia. “O Cluster é um cluster no literal sentido da palavra”, ela resume, “Uma aglomeração de pessoas dando ideias, sugerindo, criando e botando a mão na massa para fazer acontecer”

Andrei Yurevitch - {Mini} O Cluster na Floresta

A casa, que fica na Estrada das Canoas, vai ser ocupada por muita música, arte, gastronomia, natureza e moda. Algumas das marcas participantes são a Anouk Bags, que produz acessórios para bikes; os acessórios de multi-materiais da Flow, os sapatos veganos e artesanais da Insecta Shoes; as jóias conscientes da Mabô; a Mesclado com sua arte em forma de roupa; a Tucum e seus produtos indígenas cheios de bossa; entre outras tão incríveis quanto essas. Para o paladar voar, o catering da Amélia Gastrô, a galera do Baguel Store (a primeira loja de baguel do Rio); os artesanais Doces Prediletos; o L’eclair e suas receita diretamente da França e os pratos indianos da Namasté. A arte (além dessas todas já citadas) vai ficar por conta da tatuadora e pintora em aquarela Chloé; do grafiteiro Marcelo Eco (ele vai fazer um livepainting no meio da floresta); o designer gráfico Marcelo Serrano (que vai fazer ‘lettering’ pela casa).

Música boa também já está garantida: os DJs residentes Ícaro dos Santos (Nuvem), Andrei Yurievitch (Manie Dansante), Nado Leal  e os convidados Penoni (Rebola) e Bruno Eppinghaus (SerHurbano) vão levar som pra envolver e fazer qualquer esqueleto sacudir. Ah! Vai rolar o Jukebox O Cluster, em parceria com a Rdio, em que o público escolhe as músicas!

Andrei Yurevitch - {Mini} O Cluster na Floresta

Um programão que, nas palavras dos organizadores, vem pra “Agregar, juntar, misturar e valorizar pessoas interessantes e interessadas em conhecer, absorver e viver uma experiência criativa”. Sorte a nossa!

{Mini} O Cluster na Floresta

{Mini} Cluster na Floresta

Estrada das Canoas, 1580

27 e 28 de junho, das 13h às 21h.

(Haverá van saindo de São Conrado em parceria com a Uber.

Mais informações, aqui.

O seu endereço de e-mail não será publicado.