O compositor Sylvio Fraga lança seu segundo CD “Cigarra no Trovão” no dia 9 de dezembro, no espaço Tom Jobim, no Rio. O álbum, que vem sendo desenvolvido desde 2014 com seu quinteto, também será lançado no Teatro Itália, em SP, dia 16 de dezembro. No show serão apresentadas as 13 músicas inéditas do novo álbum, além de canções do primeiro disco, um cover de Michael Jackson e outras canções que estarão em um futuro CD. O diretor do show é o próprio Sylvio.

 

“Para gravar esse disco ensaiamos três vezes por semana de janeiro a dezembro de 2014. Continuamos ensaiando assim até hoje. Eu componho, levo as músicas para a banda e trabalhamos juntos até o arranjo chegar em um ponto que nos satisfaça. Às vezes a música passa por várias versões, às vezes ela é resolvida rapidamente. Aliás, para o “Cigarra no Trovão”, gravamos umas 17, 18 músicas e escolhemos 13″, revela Sylvio Fraga, que também é poeta e tem parcerias no disco com outros poetas: Eucanaã Ferraz e Matthew Rohrer.

 

O disco é feito de canções. Até a faixa instrumental é pensada como canção. Suas estruturas, harmonias, melodias e ritmos são influenciados por tudo que Sylvio e o grupo escutam. Música do mundo inteiro, em diferentes estilos: Rock, MPB, Samba, Bossa Nova, Jazz e Clássica. O quinteto é formado por Bruno Aguilar no baixo, José Arimatéa no trompete, Lucas Cypriano no piano e Mac Willian Caetano na bateria.

 

“As canções são influenciadas por tudo que ouço. Mas também são influenciadas e geradas por tudo que acontece na minha vida. O ritmo de estar em casa, de andar na rua, a construção de um poema, o próprio termo “composição” em pintura, etc. Como disse Keith Jarret: é uma grande falácia achar que a música vem da música; é como dizer que bebês vêm de bebês”, conta o músico.

 Sylvio Fraga quinteto

O seu endereço de e-mail não será publicado.