O Rio Open, maior evento de tênis do Rio de Janeiro, já está com data confirmada, será entre os dias 15 e 21 de Fevereiro de 2016, logo na semana seguinte ao carnaval. Quem confirma presença em grande estilo é a nossa melhor atleta, Teliana Pereira. Atualmente a melhor tenista sul-americana da WTA (quadragésima nona do ranking), Teliana tem uma história linda que reflete seu estilo de jogo dentro das quadras: cheia de garra, vontade, simpatia e dedicação!

Teliana Pereira

Ela nasceu em Águas Belas, no sertão pernambucano e migrou para o Paraná quando tinha 8 anos de idade. Jogando profissionalmente desde 2005  vem cursando uma trajetória de sucesso. Em 2007 ganhou o bronze ao lado de Joana Cortez na modalidade duplas. Em 2013 ao vencer a francesa Alizé Cornet, trigésima sexta do ranking naquele momento, se tornou a primeira brasileira a alcançar as quartas de final de um WTA desde Vanessa Menga. Também conseguiu chegar ao top 100 no mundial de simples neste mesmo ano, melhor campanha de uma conterrânea desde 1989. Não precisa dizer que somos fãs de carteirinha e queremos muito torcer para a Teliana por aqui, no Rio Open e depois nas olimpíadas.

Teliana-Pereira

 

No momento Teliana se encontra na China, jogando o torneio Premier de Wuhan, depois vai direto para o Shenzhen Open e em seguida para Tianjin, finalizando sua temporada internacional deste ano. ( Vocês sabiam que é possível  apostar online em vários torneios de tênis no site da bet365?! )

Voltando para a terrinha, ela jogará o interclubes em São Paulo para enfim voltar para Curitiba, onde mora. A rotina de treinos da nossa top quando está em casa é de duas horas de quadra pela manhã acompanhada de 1 hora de preparação física, almoço e mais uma hora e meia de quadra seguida de fisioterapia, massagem, fortalecimento físico e reabilitação. Isto é, de quatro a cinco horas diárias!

Teliana guarda sua experiência carioca em um lugar especial no coração. Ano passado ela conseguiu chegar à semifinal em um jogo duríssimo contra uma jogadora top 20 do ranking. A maioria do seus jogos foram antes dos jogos do Nadal, portanto a quadra estava lotada, ela pôde sentir a vibração da torcida, que por sua vez, ficou encantada com a garra de Teliana. “Essa campanha do Rio Open foi realmente incrível se você levar em consideração que Teliana começava perdendo os primeiros sets e conseguia virar o jogo”, diz seu empresário Márcio Torres.

Este ano, em Florianópolis, Teliana conseguiu realizar algo que em 30 anos nenhuma brasileira conseguia fazer, vencer em casa! Mas o fato mais alarmante desta vitória é que ela estava doente, quase foi eliminada no início do torneio mas a vontade e determinação junto a energia da torcida fizeram Teliana superar a dor de garganta e todo enfraquecimento físico resultante da forte gripe e levar o título. Sendo apelidada carinhosamente de “guerreira” no mundo tenístico.

Teliana Pereira

O maior desafio para um tenista profissional no Brasil, principalmente mulher, é o incentivo. Não só de patrocínio mas do próprio público em geral, que ficou “mal acostumado” com o feito por Guga Kuerten. Não sei se algum dia iremos conseguir ultrapassar o que Maria Esther Bueno conquistou para o tênis brasileiro feminino porém Teliana vem derrubando barreiras importantes para o esporte, há duas décadas que o Brasil não tinha uma jogadora top 10!  A próxima tenista brasileira no ranking mundial é Bia Maia, atual 170, mas que infelizmente ficará sem jogar até março do ano que vem em função de uma cirurgia.

Outro desafio para os tenistas do Brasil é a distância. O circuito de tênis mundial se concentra na Europa e nos EUA, portanto os Europeus levam vantagem pois estão sempre se deslocando mais perto de casa. Quando eles perdem em um torneio, podem voltar para casa para descansar antes de ir para outro, também fica mais viável para eles terem o apoio da equipe durante as competições. O preço das passagens afeta bastante as decisões do jogador brasileiro!

Perguntamos a Teliana qual é o sonho dela, como se já não pudéssemos imaginar que o sonho de qualquer tenista deva ser ganhar um Grand Slam. Mas uma vez a guerreira nos surpreendeu, pois disse já ter alcançado alguns: como ser top 100 há três anos atrás, estar no terceiro ano consecutivo participando de todos os Grands Slams do ano e ganhar um torneio profissional (Teliana já ganhou dois). A meta agora é chegar à top 30 do ranking.

É assim, passo a passo, que guerreiros alcançam seus objetivos, nos inspiram e nos enchem de orgulho. Parabéns Teliana, somos sua fã e estaremos sempre na torcida para comemorar junto cada sonho realizado!

 

Screen Shot 2015-09-28 at 3.37.24 PM


  • Rio Open 2016 anuncia presença de mais uma estrela do tênis mundial | JETSS – SITES & BLOGS

    02 12 2015

    […] David Ferrer e o francês Tsonga, também estreante no torneio. Entre os tenistas brasileiros, Teliana Pereira, Thomaz Bellucci e Marcelo Melo são presenças […]

O seu endereço de e-mail não será publicado.