– Apesar de toda a violência dessa cidade, o importante é saber para onde queremos focar o nosso olhar: no bem, no amor ou na dor? É uma escolha e eu estou escolhendo o amor. A vida é muito curta para ficarmos reclamando das coisas, vamos agir em prol de ver e ter mais amor na nossa vida e na vida de todos. Porque, no final, somos todos um.

Quem disse isso foi Sheyla Santanna, atriz e empreendedora criativa. Tem alguns meses que ela e Karla Koehler, que é artista plástica e mãe, se juntaram para “Ver mais amor e gentileza circulando pelas ruas do Rio de Janeiro”. Em tempos onde o frio chega e quando bate o calar da noite, muitas pessoas não têm com o que se aquecer, a inspiração pra deixar o mundo um pouquinho melhor veio na forma de realizar um evento para doar roupas de frio para quem mora na rua. Mas não é só doar roupas. É organizar um estilo de loja com as roupas doadas para que os moradores possam escolher aquilo que querem.

The Street Store

Esse estilo de evento vem ganhando fama pelo mundo. É o The Street Store, evento que nasceu na África do Sul e foi o primeiro do mundo a ter esse formato de “pop up gratuito”. A ideia veio para dar aos moradores de rua a chance de escolher o que querem e o que gostam, facilitando para quem quiser doar e tornando mais digno o receber de quem precisa. Escolheram a rua para esse encontro, já que é um lugar onde todos acabam se encontrando. Eles criaram um modelo cuja ideia era ser replicado pelo mundo todo – e isso super vem rolando. E chegou a vez do Rio! No dia 26 de julho, a Praça da Cruz Vermelha, no Centro, vai ser invadida por essa onda de amor e de compartilhamento.

The Street Store

O evento no Facebook é a ferramenta que Sheyla e Karla vem usando para organizar as doações (que, ô sorte, não param de crescer) e qualquer ajuda voluntária ou ideia de atividade para rolar no evento é bem vinda. Até agora, já fecharam parceria com a ONG Pró-Amor, que há 4 anos trabalha com moradores de rua da região e virou apoiador oficial do projeto; com o Vergê Gourmet, que vai doar sopas delícias aos moradores de rua; e o carioca Marcio Nascimento da Silveira que doou o dinheiro que vai comprar alimentação para os voluntários do evento. “Basta participar do evento do Face e dizer em que quer trabalhar, teremos reuniões com todos os voluntários, a pessoa tem que estar disposta a viver essa experiência”, conta Sheyla.

The Street Store

As roupas doadas já estão sendo recolhidas em diversos pontos do Rio, como no Flamengo, em Copacabana, na Lapa, no Méier, em Del Castilho e na UERJ e é aquela coisa: só vale doar o que esquentar e estiver em boas condições de uso. Vai dizer que não tem aquele casaco bonito que você não usa há séculos parado no armário? Bora fazer ele rodar, esquentar quem precisa e escolher olhar pro mundo com amor. Afinal, no final das contas, somos todos um só, não é?

  • maria tereza

    19 07 2015

    Quero ajudar !!! Parabéns pela iniciativa.

O seu endereço de e-mail não será publicado.