Uma escola de tênis sem fins lucrativos, no bairro de Pilares, atende hoje a 40 alunos de comunidades carentes da região. Um projeto de inclusão social e alto rendimento, que descobre talentos e leva um esporte elitizado ao alcance dos mais desfavorecidos. Idealizado pelo professor de educação física Artur Ricardo, o Tênis Solidário teve início em 2011, funciona em uma quadra de futsal adaptada e é absolutamente gratuito.

tenis

”Eu sempre quis jogar tênis, mas não tive na faculdade. Sempre quis também ter um projeto social meu. Pensei no futebol, mas tem em todo lugar. Foi então que veio a ideia do tênis” – contou Artur, entusiasmado com o sucesso da escola. Ele teve de aprender a modalidade e, para ministrar aulas, fez um estágio de dois meses no Fluminense Football Club.

O Tênis Solidário não aceita verba pública nem apoio político. Também não faz uso da Lei do Incentivo. As parcerias são de iniciativa privada. Empresas e pessoas físicas podem doar. O professor conta com uma pequena equipe de voluntários e, para os alunos de alto rendimento, há um treinamento específico, com carga horária maior. “Atualmente, dois se destacam e dispõem de preparação física especializada, além de inscrições em torneios, intercâmbios e raquetes profissionais. Pretendemos encaminhá-los para o exterior assim que possível” – explicou Artur.

GEDC0699

Todas as crianças atendidas pelo projeto recebem uniforme, raquete (e manutenção), bolas, lanche (distribuído posteriormente ao álcool gel, para estimular a higiene), ovos na Páscoa e doces no dia de São Cosme e Damião, além de atendimento médico e odontológico uma vez ao ano. São organizadas competições internas com entregas de medalhas, e festas de fim de ano com sorteios de bicicletas e outros brindes.

A escola também promove passeios e aulas de noções básicas de etiqueta, português, inglês e “como não ser corrupto no Brasil”. Lixeiras recicláveis fazem a coleta seletiva. Para incentivar a educação, são promovidas reuniões com os responsáveis, e o aluno que tira mais notas 10 no ano letivo é premiado. São desenvolvidas ações sociais nos dias Mundial do Meio Ambiente e da Responsabilidade social.

Ao completar 18 anos, o aluno automaticamente se desliga do projeto, e recebe um diploma de Honra ao Mérito.

Serviço:

Terças e quintas, das 16h às 17h.

Para os alunos de alto rendimento, os treinos são de segunda à sexta, das 17h às 18h, e aos sábados, das 7h às 8h.

Rua Jorge Nascimento Silva, 233 (ao lado do viaduto de Pilares)

Rio de Janeiro – RJ

+55 (21) 99154 -7760

tenisolidario@gmail.com

Diretor-executivo > Artur Ricardo

Coordenadora > Júlia Costa

Apoio Logístico > Ivo Ferreira

O seu endereço de e-mail não será publicado.