O Projeto Ilhas do Rio realizou nesse fim de semana seu quarto Mutirão de Limpeza (Clean up) no Monumento Natural das Ilhas Cagarras. Durante toda a manhã e tarde deste último Sábado, cerca de 90 pessoas, entre equipe, voluntários e esportistas ajudaram na limpeza das Ilhas Comprida (a maior do MoNa Cagarras) e de Palmas, enquanto uma equipe de mergulhadores ficou responsável pela retirada do lixo subaquático. No total, foram recolhidos 272kg de lixo, 222kg a mais do que o retirado no ano passado.

 ilhasdorio, mutiraolimpeza, marco 2105

A ação tem como principal objetivo sensibilizar e educar a população sobre a importância de preservar o meio ambiente, em especial, o arquipélago das Cagarras, que em 2010 tornou-se a primeira Unidade de Conservação Marinha de Proteção Integral do litoral carioca. “Através dos Mutirões de Limpeza, o Projeto Ilhas do Rio busca sensibilizar a população sobre a questão da poluição nos ambientes marinhos. Além disso, é uma forma de envolver as pessoas na conservação da área protegida e estimular uma participação mais ativa. A atividade ajuda a promover uma reflexão crítica sobre o papel do homem em sua relação com a natureza.”, explica Camila Meireles, supervisora de mobilização social do Projeto Ilhas do Rio.

ilhas cagarras 

As atividades deram início logo cedo na manhã de sábado. Três embarcações saíram da Marina da Glória às 8h30, duas com aproximadamente 30 mergulhadores e uma com 40 voluntários e aproximadamente 20 esportistas da canoagem, além de uma lancha rápida com três mergulhadores da equipe “Ilhas do Rio”, aportando nas ilhas por volta das 10h. Organizados em duplas, os voluntários percorreram toda a extensão da Ilha Comprida e de Palmas, recolhendo os resíduos encontrados ao longo do caminho. Dessa vez, foram percorridas áreas de difícil acesso, muito pouco acessadas, o que acabou aumentando significativamente a quantidade de resíduos encontrada em comparação aos anos anteriores.

 ilhas cagarras

Todo o lixo foi levado para a colônia de pescadores Z13, em Copacabana, onde foi feita a separação e contagem do material. A maior parte dos resíduos foram os diversos que somaram 160,5kg. Em seguida, vieram plástico (34kg), vidro (11 kg), metal (7 kg) e papel (5,5kg). Assim como nos outros mutirões, os resíduos sólidos recicláveis foram doados para a COOPAMA, cooperativa de catadores de material reciclável. 

 

O seu endereço de e-mail não será publicado.