2º Festival Carioca de Arte Pública teve início em abril, na Praça Seca, em Jacarepaguá. De lá foi para a Praça XV de Novembro em Marechal Hermes, chegando à Praça Santa Emiliana, no IAPI da Penha. Até o fim de outubro, serão apresentações,  aulas e espetáculos ao ar livre no espaço aberto da praça com cadastramento de todos os artistas nos dias de atividades.

Arte Publica na Penha

No final de outubro, o projeto, deste ano, se encerra para voltar a fazer da Cidade Maravilhosa um imenso palco em movimento em 2016, no 3º Festival Carioca, revelando cada vez mais “artistas públicos” e gastando muita sola de sapato.

Arte Publica na Penha3

Com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura e com o apoio da Secretaria Estadual de Cultura e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a iniciativa, em conjunto, do Instituto Tá Na Rua, Companhia Brasileira de Mystérios e Novidades e Grupo Boa Praça, é coordenada por um dos maiores expoentes e fomentadores da arte e cultura nacional, o ator, diretor e teatrólogo, Amir Haddad. “A Arte Pública é uma proposta, uma linguagem para a cidade, levando cores e possibilidades, tirando as flechas do peito do Padroeiro São Sebastião”.

Colombina na Arte Pública

– O conceito de “Arte Pública” ainda é muito novo e, ao mesmo tempo, muito antigo. Uma arte que se faz e que se produz para todos, sem distinção de classe ou nenhuma outra forma de discriminação, podendo ocupar todo e qualquer espaço, e com plena função social de organizar o mundo, ainda que por instantes, fazendo renascer na população a esperança. Um direito de todo e qualquer cidadão – ressalta.

Arte Publica na Penha5

 

Veja aqui a PROGRAMAÇÃO do  2º Festival Carioca de Arte Pública na Penha.

O seu endereço de e-mail não será publicado.