De 10 de janeiro a 23 de fevereiro.

Baseado na obra de Caio Fernando de Abreu,   

HOMENS

 

Homens de Caio by Felipe Pilotto 028_menor

Adaptação e direção Delson Antunes

 

Com Romulo Estrela, Thiago Chagas, Marcelo Cavalcante, Hilton Vasconcellos, Kiko do Valle, Rogério Mendes, Iuri Saraiva e Pedro Queiroz.

 

“A vida é uma ponte sobre dois nadas e eu tenho pressa”

Caio F.

 

O espetáculo Homens, baseado em contos e correspondências do renomado escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, inicia sua temporada no dia 10 de Janeiro de 2014, no Teatro Municipal do Jockey. A peça apresenta diversos pontos de vista sobre o universo masculino. Com dramaturgia e direção de Delson AntunesHomens procura recriar no teatro a linguagem ambígua e fragmentada, poética e minimalista de Caio F..
Com um olhar passional, contemporâneo e, por vezes, cômico, oito atores se revezam nos diversos papéis, dando vida às histórias do autor. No elenco, Romulo Estrela (no ar na novela “Além do Horizonte”), Thiago Chagas, Marcelo Cavalcante, Hilton Vasconcellos, Kiko do Valle, Rogério Mendes, Iuri Saraiva e Pedro Queiroz, mostram a constante busca do ser humano pelo outro, que muitas vezes pode ser a busca por si mesmo.

 

Segundo Thiago Chagas, ator e produtor da montagem, o projeto parte da ideia de falar sobre o universo masculino, abordar o tema de uma maneira única, tratar de um assunto escasso na dramaturgia brasileira através da qualidade dramatúrgica dos textos de Caio.

 

“Ninguém fala sobre o amor dos Homens. Juntar amor e Homens não é assim tão simples, parece que o Homem não ama, não chora, não sofre, e isso não é absolutamente verdade. Pra mim é um orgulho trazer novamente a cena um espetáculo com um discurso tão rico”, completa Thiago.

 

Por situações, descobertas e ritos de passagem que remetem às experiências masculinas, os personagens, retirados de contos como ‘Pela Noite’, ‘Companheiro’, ‘Destino Desfolhou’, ‘Sargento Garcia’, ‘Linda, uma história Horrível’ e ‘Além do Ponto’, se deparam com portas que necessitam ser abertas, ou se abertas, precisam ser atravessadas. Vivem a angústia de atravessar ou não esses portais e lidar com as novas possibilidades. Através da lente de aumento para o lado efêmero do cotidiano, o espetáculo aponta saídas, esperanças e reflexões para um novo momento do ser humano.

Temporada: de 10 de Janeiro a 23 de Fevereiro

Local: Teatro Municipal do Jockey (Av. Bartolomeu Mitre, 1.110 – Gávea, RJ)

Telefone: (21) 3114-1286

Horário: Sexta a domingo, às 21h

Ingresso: R$30,00

Duração: 80 minutos

Capacidade: 120 lugares

Bilheteria: quarta a sexta, das 15h às 21h, e sábado e domingo, das 14h às 21h

Classificação: 16 anos

Gênero: drama

 

 

O seu endereço de e-mail não será publicado.